15.11
2019

A estreia de Emily In Paris está a cada mês mais próxima e isso alegra muito a equipe do LCBR. Essa semana nossa amada Lily Collins compartilhou em suas redes sociais algumas fotos que indicava que as gravações na cidade luz estavam chegando ao fim. E por falar em sets de filmagem, hoje vamos compartilhar com vocês uma entrevista com o criador da serie Darren Star e também com a própria Lily Collins que o site WWD fez durante as filmagens de Emily In Paris.

O texto traduzido você confere a seguir e o mesmo na integra clicando aqui.

Entre os clichês sobre Paris: a moda é uma parte tão arraigada da vida cotidiana que os taxistas da capital francesa podem falar com autoridade sobre coleções e estilistas durante as semanas de moda. Darren Star descobriu uma nova: os franceses nos sets de filmagem sabem exatamente, quase instintivamente, como se comportar em um desfile de moda.

Foi o caso da semana passada, quando 250 figurantes reunidos para uma das cenas finais da primeira temporada de “Emily in Paris”. Capital e arredores foram filmados nos últimos quatro meses. As filmagens terminam esta semana, e os 10 episódios estão programados para ir ao ar no próximo verão pela Paramount Network.

“Estamos realmente entendendo a personagem e a textura da cidade – e informa tudo o que fazemos”, diz Star, convidando a WWD para assistir a uma sessão no pátio de La Monnaie de Paris, que envolveu um caminhão de lixo, uma moda de guerrilha. Espetáculo de vestidos de neon extravagantes e um tapete vermelho amarrado por uma multidão barulhenta.

Star descreve a série como uma comédia romântica ou “dramédia” centrada em uma americana “peixe fora d’água” em Paris, interpretada por Lily Collins, neste dia vestindo uma jaqueta de estampa floral, saia curta combinando e boina rosa.

A atriz de 30 anos aparece em quase todas as cenas como Emily, compartilhando seu faturamento de estrelas com uma cidade pela qual Star é encantado desde os seus 19 anos, e uma que ele achou mais fascinante e pitoresca do que nunca.

“Nós nos tornamos muito introspectivos como país, e acho que é bom fazer um show que celebre outra cultura”, diz Star, sentado na cadeira de um diretor escondido em um corredor frio, a alguns passos da ação principal. “Em qualquer lugar que você coloca a câmera, esta cidade é linda e surrealmente bonita. Esse é outro clichê de Paris.”

Além do romantismo da cidade histórica, a Star deseja transmitir seu estilo de vida elegante e tranquilo. “Ainda há uma sensação de graciosidade e maneiras, a maneira como as pessoas interagem umas com as outras, a polidez e o respeito uma pela outra, que eu sinto que realmente falta em casa”, ele entusiasma. “É definitivamente uma sociedade mais educada. Ainda existe!”

Star levou sua equipe e foi para a Opéra Garnier dourada, o restaurante Pont Alexandre III, o Le Grand Véfour, o Luxembourg Gardens e o Musée des Arts Forains, dedicado aos artefatos do parque de diversões. “Paris é definitivamente um personagem da história como Nova York era em ‘Sex and the City”, diz ele. “Eu me deleito com os clichês. Eu amo tudo isso.”

O guru da televisão é igualmente apaixonado por Collins, filha do ícone pop inglês Phil Collins.
“Ela é a personagem mais jovem que eu escrevi desde ‘Melrose Place’ ‘”, diz ele, citando outro de seus programas de televisão. “Você tem que vir a Paris quando jovem para ter um certo senso de admiração.”

Collins retrata uma profissional iniciante que cai de pára-quedas vinda de Chicago para implementar as mídias sociais em uma agência francesa de marketing de luxo, preparando o cenário para confrontos de drama e cultura – sem mencionar referências a marcas de moda e perfume; alguns reais, outros fictícios.

Em uma entrevista, Collins descreveu sua personagem como uma “empreendedora, determinada, otimista” e talvez “muito feliz e um pouco irritante. Ela só tem aquele senso americano de poder que se choca com algumas das pessoas que encontra. Isso pode parecer estranho e irritante para alguns; para outros, é cativante.”

“Emily se sente como uma mulher muito moderna, encontrando seu caminho em seu trabalho, encontrando seu caminho em sua vida amorosa”, continua ela. “Todos nós podemos nos relacionar com isso.”

A chefe de Emily na agência fictícia é interpretada pela atriz francesa Philippine Leroy-Beaulieu, que descreve sua personagem como “um pouco a vilã”, como a “meta-visão” de Star para o programa explora o abismo entre o entusiasmo americano impetuoso e a formalidade e reserva francesas.

“Darren está tirando sarro tanto dos americanos quanto dos franceses. É uma maneira muito delicada de olhar para isso. É crueldade afetuosa” – ela diz, sua boca se curvando em um sorriso irônico. “É mais uma ponte entre as culturas”. E, ela acrescenta, “existem muitas ótimas falas”.
Star toma cuidado para não revelar muito do enredo, mas descreve a personagem de Collins como uma americana charmosa e surda que “ não fala francês e não tem grande amor ou afinidade por Paris. E ela não é calorosamente abraçada.”

Mais conhecida por papéis dramáticos em filmes como “Love, Rosie”, “Mirror Mirror” e “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos”, Collins mostra um novo lado de si mesma em “Emily em Paris”.“Ela é inteligente, engraçada e uma atriz fantástica. Ela é uma estrela de comédia tão romântica”, diz Star, maravilhado por ela ter lembrado uma jovem Audrey Hepburn em muitas cenas. “Acho que as pessoas vão se apaixonar por ela.”

Collins também é uma das produtoras do programa, consultou o guarda-roupa e trouxe uma energia contagiante e alegre ao set. “O espírito dela nunca se esvai, e isso chega a todos no set”, diz Star. A admiração é mútua. “Eu cresci amando todos os programas que ele fez”, diz Collins sobre Star, cuja mais recente criação de TV é “Younger”, já em sua sexta temporada.

“Adoro a perspectiva dele sobre personagens femininas”, acrescenta a atriz. “Ele é tão prático com tudo e está no set todos os dias, mas também é incrivelmente colaborador. Ele fala e é inspirador e criativo o tempo todo.” Collins se apaixonou pela capital francesa nos últimos meses. “Foi uma grande alegria trabalhar aqui”, diz Collins. “Há muita cultura, muita arquitetura e tantos pontos turísticos para ver em Paris. Os locais foram absolutamente incríveis. ” A moda desempenha um papel importante e colorido na serie, e Star convidou sua colaboradora de “Sex and the City” Patricia Field , além da figurinista Marylin Fitoussi, para se unir e moldar a aparência do show. “Existem muitos chapéus. Muito mais chapéus do que eu esperava ”, diz Star, balançando a cabeça em fingida descrença.

Ele descreve cuidadosamente o estilo de Emily como “divertido” e não exatamente sutil. “Ela pode tirar um vestido estampado da Torre Eiffel”, ele diz. “O estilo dela fica mais sofisticado à medida que o show continua, mas é uma série, então ela sempre será americana.” Collins descreve as roupas de Emily como coloridas e barulhentas, telegrafando sua personalidade: “Ela é um raio de sol; há muita cor e padrão. ”Em sua vida como atriz, Collins é admirada por seu estilo elegante e feminino no tapete vermelho. Ela é embaixadora da Lancôme e amiga da joalheria Cartier.

Star também é fã de moda, mais como espectador, e aprecia o espetáculo teatral dos shows nas passarelas. Ele elogiou a exibição da primavera de 2020 de Thom Browne e a praia de Chanel para sua coleção de primavera de 2019. E ele claramente está na moda com as tensões que estão surgindo entre os novos e os velhos guardas à medida que a moda entra na era da mídia social. A cena do desfile de moda no episódio final narra um confronto entre um costureiro francês idoso e uma marca americana de streetwear impetuosa que resulta em uma exibição barulhenta de autoconfiança.

“A personagem de Lily vem da geração do Instagram”, explica Star. “A democratização do paladar se torna um assunto no programa. Quem são os guardiões do paladar e como isso está mudando é algo sobre o qual falamos no programa. ” No entanto, Star vê o programa principalmente como uma “carta de amor a Paris” que certamente inspirará muitas jovens a entrar no Expedia.com e reservar voos. Ou quem viaja da poltrona pode simplesmente apreciar o esplendor cinematográfico.

“A televisão se tornou grande – e eu quero dizer grande em termos de escopo. Quero que as pessoas tenham uma experiência assistindo a essa série”, diz Star. “Eu queria compartilhar minha empolgação com Paris nesta série e acho que as pessoas poderão deixar suas vidas assistindo um pouco esse show”.

Sem dúvida vamos deixar TUDO que estamos fazendo para acompanhar essa serie.

Siga nossas redes sociais e ative as notificações para não perder nenhuma novidade sobre Emily In Paris e sobre a Lily Collins.

07.11
2019

Ontem, 05, foram divulgadas novas fotos da Lily Collins no set de Emily In Paris, série na qual a atriz é protagonista e que teve as filmagens encerradas nesta semana. Sem mais delongas, confira as imagens em nossa galeria de fotos clicando em qualquer miniatura abaixo:

07.11
2019

De acordo com o Deadline, Lily Collins e Christoph Waltz e entraram para o elenco de “Gilded Rage“, drama que será estrelado por Bill Skarsgard e dirigido por Charlie McDowell (“The Discovery”), atual namorado de Lily.

“Gilded Rage” é baseado no artigo da Vanity Fair de Benjamin Wallace sobre o infame assassinato do investidor Thomas Gilbert Sr., cuja morte foi originalmente considerada um suicídio até que uma investigação provasse o contrário. Skarsgard interpretará Thomas Gilbert Jr., que foi preso pelo crime e ainda aguarda julgamento até hoje. Gilbert originalmente se declarou inocente de assassinato em segundo grau, mas ele resistiu a acordos posteriores, enquanto sua mãe paga a conta de sua defesa. Os papéis de Collins e Waltz ainda não foram revelados.

O projeto, ainda sem data de estreia definida, será apresentado aos compradores no American Film Market da próxima semana. As filmagens estão marcadas para se iniciarem na primavera americana de 2020.

16.10
2019

Segundo o site Hollywood Reporter, Lily Collins vai se juntar a Amanda Seyfried e a Gary Oldman em nova produção original da Netflix.

O filme intitulado de Mank será escrito por David Fincher (Garota Exemplar e A Rede Social) e vai contar a história de Herman Mankiewicz roteirista que ficou mundialmente conhecido por seu trabalho em Cidadão Kane. A produção de Fincher será focada nos bastidores desse longa que é considerado até hoje um dos filmes mais importantes da história do cinema.

Apesar de detalhes em relação aos personagens não tenham sido revelados, já sabemos que Lily interpretará Rita Alexander mulher que foi assistente de Mankiewicz durante a produção do filme.

Vamos trazer mais informações sobre a produção conforme elas forem sendo divulgadas, por isso siga as nossas redes sociais e ative nossas notificações.

Nome: Lily Collins Brasil
Webmiss: Daiane
Co-web: Gabrielle
Equipe: clique aqui
Desde: 19/01/2018
Online:


Somos um site não-oficial, feito de fã para fã, e sem fins lucrativos, portanto, não temos nenhum contato com Lily, sua família ou seus agentes. Sinta-se livre para desfrutar do conteúdo que oferecemos, como fotos, vídeos e entrevistas traduzidas. Caso queira repostar algo, pedimos que nos dê os devidos créditos. Agradecemos a visita e volte sempre!
  

layout DESENVOLVIDO POR Maya Melo E codificado POR Lannie.D
todos os direitos reservados a lily collins brasil - 2019