Lily Collins é indicada ao Globo de Ouro 2021.

O Globo de Ouro anunciou hoje (03) os indicados à 78ª edição da premiação dedicada ao cinema e à televisão. Lily Collins foi indicada em três categorias: “Melhor Atriz em Série Musical ou Comédia”, a série ‘Emily In Paris’ (no qual ela também é produtora) foi indicada como “Melhor Série Musical ou Comédia” e o seu projeto recente ‘Mank’, foi indicado como “Melhor Filme de Drama”.

Promovida pela Hollywood Foreign Press Association (‘Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood’), a cerimônia acontecerá em 28 de fevereiro.

Lily Collins Amanda Seyfried concederam uma entrevista exclusiva para a coluna de Roberto Sadovski, na UOL, sobre o filme “Mank”, do qual as atrizes são protagonistas. Confira:

“Mank” é um mergulho na Era de Ouro de Hollywood, quando o roteirista Herman Mankiewicz (papel de Gary Oldman) foi escalado pelo prodígio Orson Welles para escrever o que seria sua obra-prima: “Cidadão Kane”. O filme de David Fincher desenvolve o processo criativo do roteirista, ao mesmo tempo em que discorre sobre as mudanças indeléveis experimentadas pela indústria do cinema, refletidas na sociedade dos anos 1930.

Para falar sobre os bastidores de “Mank”, conversei com suas protagonistas. A primeira foi Amanda Seyfried, que interpreta a atriz Marion Davis, conectada profundamente ao trabalho de Mankiewicz por estar romanticamente envolvida com William Randolph Hearst, inspiração fundamental para a criação de “Kane”. “Tenho sorte em poder visitar uma era que eu não vivi”, conta Amanda, que conquistou o mundo ao protagonizar o musical “Mamma Mia!”. “Era glamuroso, opulente e também um lugar para onde nunca irei.”

Amanda fez sua pesquisa para enxergar o mundo pelo olhar de Marion Davies, atriz que ganhou fama na Hollywood da época do cinema mudo. Mesmo mergulhando em filmes e livros sobre a personagem que interpretaria, ela diz que, no fim, seu trabalho com uma construção em parceria com as observações de Fincher e também atuando ao lado de Gary Oldman.

“Repassamos juntos as cenas para encontrar os momentos, as sutilezas que precisávamos para contar a história do modo como David queria”, lembra. “Havia muito material, muito diálogo! Infelizmente não é comum existir mais roteiros como esse.” O texto de “Mank” é assinado pelo pai do cineasta, Jack Fincher, que escreveu o script nos anos 90 e morreu em 2003, antes de ver a história materializada pelas mãos de seu filho.

A segunda protagonista é Lily Collins, que surge em outro momento na vida de Herman Mankiewicz. Ela é Rita Alexander, secretária e confidente que passa semanas a seu lado enquanto ele se recupera de um acidente automobilístico – e usa o isolamento para dar vida à “Cidadão Kane”. Lily, que recentemente fez barulho ao protagonizar a série “Emily em Paris”para a Netflix, basicamente faz seu trabalho em “Mank” ao lado de Gary Oldman.

“Ele é super-divertido, me fez rir muito!”, lembra a atriz. “Gravar em uma única locação deve ter sido pior para Gary, porque ele estava confinado à cama o tempo todo.” Lily acredita que esse isolamento, que ela compara ao período de quarentena em que o mundo permanece mergulhado, ajudou a construir a tensão e permitiu que o relacionamento se desenvolvesse.

Em comum, as duas atrizes surgem invisíveis em “Mank”, totalmente imersas em seus personagens, totalmente entregues à direção firme de Fincher. “Como ator, não queremos desaparecer, e sim nos destacar”, ressalta Lily Collins. “Mas trabalhar com David não é assim. Você quer fazer parte de um conjunto que cria uma unidade.”

Amanda Seyfried vai além, ressaltando que “Mank” não foi apenas o melhor roteiro que ela recebeu nos últimos anos, mas o melhor material com que trabalhou em toda sua carreira. Imersa sob o manto de Marion Davies, ela ressalta que as pessoas não eram assim tão diferentes nos anos 1930 e hoje em dia. “Achar o lugar-comum em pessoas que viveram há um século é uma forma de nos conectar a elas”, afirma. “As semelhanças são maiores do que se imagina, e assim podemos desaparecer em um papel. É esse o objetivo, certo?”

Assista ao vídeo na íntegra:

Fonte: UOL

Adicionamos em nossa galeria de fotos inúmeras capturas do filme Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal (Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile, em inglês), no qual Lily Collins e o ator Zac Efron foram protagonistas. O filme está disponível na Netflix.

Sem mais delongas, confira as fotos clicando em qualquer miniatura abaixo:

SINOPSE: Liz, uma mãe solteira, se apaixona por Ted Bundy e, por anos, se recusa a acreditar que ele é culpado pelos sequestros e crimes hediondos contra as mulheres das quais ele é acusado.

O site Extra TV divulgou nesta última quinta-feira (23) uma cena exclusiva do novo filme de Lily Collins com Simon Pegg e Chace Crawford, “Inheritance”.

Na cena, vemos uma jovem mascarada (Lily Collins) confrontando um homem (Simon Pegg) acorrentado em um bunker. Assista:

Inheritance conta a historia de uma família poderosa que de uma hora para outra perde o seu patriarca que sempre esteve a frente de tudo. E para agravar ainda mais a situação, sua filha (Lily Collins) e sua esposa são expostas a um segredo grave envolvendo sua herança que pode trazer problemas para as duas.

O filme faria sua estréia no Tribeca Film Festival. Agora, a Vertical Entertainment lançará “Inheritance” On Demand e Digital em 22 de maio de 2020.

DESENVOLVIDO POR lannie d. - Hosted by Flaunt Network © 2021 - Lily Collins Brasil