Foi divulgado nessa segunda-feira (12), que Lily Collins estrelará um noir moderno ao lado de Jason Segel e Jesse Plemons, filme dirigido pelo noivo de Lily, Charlie McDowell.

A Netflix adquiriu o filme noir moderno Windfall, do diretor Charlie McDowell, estrelando Lily Collins, Jason Segel e Jesse Plemons. Segel e McDowell também desenvolveram a história, com Justin Lader e Andrew Kevin Walker escrevendo o roteiro. A produção foi encerrada no início deste ano. Fontes dizem que a Netflix adquiriu preventivamente os direitos em um grande negócio em dólares de 8 dígitos.

O filme é um thriller hitchcockiano sobre um jovem casal que chega em sua casa de férias e descobre que está sendo roubada. Alex Orlovsky e Duncan Montgomery estão produzindo junto com McDowell, Segel, Collins e Plemons. Jack Selby também produzirá. Os produtores executivos são David Duque Estrada, Elika Portnoy e Rick Covert.

Fonte: Deadline

Tradução & Adaptação: Equipe LCBR

Foi divulgado nessa quinta-feira (24), que Lily Collins interpretará Polly Pocket em um live-action de Lena Dunham. Confira a tradução da Variety na íntegra:

Desde que conquistou os corações das crianças pela primeira vez no final dos anos 1980, a Polly Pocket inspirou brinquedos, bonecas, séries e programas de televisão. Ela andou de patins, snowboard, fez compras, cantou e exibiu uma atitude cativante e confiante. Agora, a Sra. Pocket será o tema de um longa-metragem que será escrito e dirigido por Lena Dunham, a criadora de “Girls”. A estrela de “Emily em Paris”, Lily Collins, dará vida a Polly.

A versão cinematográfica da popular linha de micro-bonecas se junta a uma longa e intermitentemente distinta linha de brinquedos para filmes que inclui o bom (“Transformers”, ‘O filme Lego”), o mau (“Max Steel’) e feio (“Batalha Naval”). Mattel Films, a divisão de filmes da linha de brinquedos Mattel, está trabalhando com a Metro Goldwyn Mayer (MGM) no filme, bem como com a produtora de Lena Dunham, Good Thing Going. O filme irá centrar-se em uma menininha e uma mulher de bolso que formam uma amizade.

“Como uma criança obcecada por Polly Pocket, este é um verdadeiro sonho que se tornou realidade e mal posso esperar para trazer esses minúsculos brinquedos para as telonas”, disse Collins.

Robbie Brenner e Kevin McKeon supervisionarão o projeto da Mattel Films. Sandino Moya-Smith e Winnie Carrillo vão dirigir para a MGM. Liz Watson e Michael P. Cohen, da Good Thing Going, serão os produtores executivos.

“Polly Pocket foi responsável por incontáveis ​​horas de escapismo infantil para mim – Polly me deu um pequeno mundo de magia e autonomia para narrar, então é muito poético abordar essas mesmas ideias agora como diretora colaborando com a brilhante Lily Collins, Robbie Brenner, Mattel e MGM”, disse Dunham.” Estou tão emocionada em demonstrar meu amor por esta propriedade histórica e também minha crença arraigada de que as mulheres jovens precisam de filmes lúdicos inteligentes que falem com elas sem condescendência.”

A Mattel tem vários projetos em desenvolvimento, incluindo filmes baseados em seus brinquedos American Girl, Barbie, Barney e Hot Wheels. Alguns deles atraíram grandes talentos semelhantes para Dunham e Collins, com Greta Gerwig contratada para trazer “Barbie” para a tela.

Fonte: Variety

Tradução & Adaptação: Equipe LCBR

 

As estrelas de “Mank”, Lily Collins e Amanda Seyfried, concederam uma entrevista exclusiva para a versão espanhola da revista InStyle, na qual ambas falaram sobre cinema, amor, beleza e a importância de aceitar o que nos faz ser diferente. Confira a tradução na íntegra:

• Exercício de memória: como vocês se conheceram?

LC: Estávamos sentadas uma ao lado da outra no Met Gala de 2018 e começamos a conversar sobre todas as coisas que temos em comum. Um pouco depois, viajamos juntas para Praga para fazer um anúncio. Quatro meses depois, começamos a filmar Mank. Foi o destino.

AS: Foi o meu primeiro ensaio com a Lancôme e fiquei um pouco intimidada, mas como estava fazendo a com Lily, foi mais fácil. E então nós duas tivemos o ‘filme dos sonhos’, com Fincher (David, o diretor).

• O que a pandemia está ensinando para vocês?

LC: Para fluir e aproveitar mais o momento. Você precisa ser forte porque senão é fácil cair. Meu parceiro (Charlie McDowell) me ensinou a surfar. E o surf envolve dois tipos de força: física e mental. É uma maneira divertida de superar seu medo de falhar em público.

AS: Não acredito que você está surfando! Parece muito difícil para mim. Os podcasts têm sido minha salvação. Eu ouço audiobooks porque estou sempre fazendo artesanato, tricô ou crochê.

• Se você não está trabalhando, você usa maquiagem em casa?

AS: Eu usei delineador pela primeira vez ontem. Eu disse ao meu marido: “Ei! Veja o que fiz. Fica bom, não é? ”(Risos). Adoro me vestir para ele, me deixa radiante. Tem um efeito dominó em tudo isso.

LC: Eu gosto de usar batom fosco e deixar minhas sobrancelhas livres. Quando eu era criança, elas me deixavam tão insegura que eu as consertava. É maravilhoso ter chegado ao ponto de aceitá-las.

• Mank se passa na Hollywood dos anos 1930 e é filmado em preto e branco. Exala muito glamour.

LC: A equipe de maquiagem teve que criar gradações de cinza, não de cor. A complexidade de pensar em preto e branco versus a vivacidade dos tons que usamos no set foi mais admirável para mim.

AS: Eu interpreto um papel muito específico (a atriz Marion Davies), então eu sabia que o processo de caracterização era longo: duas horas e meia até me transformar completamente, com o canto, os lábios vermelhos e os cílios postiços. Vou lhe dizer que geralmente me sinto atraída por personagens que são mais parecidas comigo, mais naturais.

• Como vocês cuidam da pele de vocês?

AS: Ter uma rotina me ajuda a dormir bem, então a liturgia noturna me parece muito importante. Estou usando Clarifique Face Essence da Lancôme e sou obcecada pelo cheiro. Lavo o rosto duas vezes por dia e hidrato a pele tão bem à noite que, quando acordo, me sinto nova.

LC: Quando eu removo minha maquiagem, minha pele fica seca, então eu adoro usar o soro Génifique da Lancôme para hidratar e nutrir. Eu geralmente uso adesivos sob os olhos quando dirijo. Eu começo a trabalhar e pareço louca, mas funciona para mim.

• Quem dá a vocês os melhores conselhos de beleza?

AS: Minha mãe me pegou colocando uma máscara quando eu tinha cerca de 11 anos. Ela disse: “Menos é mais.” Eu continuo.

LC: Minha mãe insistiu: “Quanto menos você colocar no seu rosto, menos pode piorar ao longo do dia.” É sobre abraçar suas peculiaridades em vez de cobri-las.

Fonte: InStyle España

Tradução & Adaptação: Equipe LCBR

Lily Collins é indicada ao Globo de Ouro 2021.

O Globo de Ouro anunciou hoje (03) os indicados à 78ª edição da premiação dedicada ao cinema e à televisão. Lily Collins foi indicada em três categorias: “Melhor Atriz em Série Musical ou Comédia”, a série ‘Emily In Paris’ (no qual ela também é produtora) foi indicada como “Melhor Série Musical ou Comédia” e o seu projeto recente ‘Mank’, foi indicado como “Melhor Filme de Drama”.

Promovida pela Hollywood Foreign Press Association (‘Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood’), a cerimônia acontecerá em 28 de fevereiro.

DESENVOLVIDO POR lannie d. - Hosted by Flaunt Network © 2021 - Lily Collins Brasil